Piquete reforçado

Tem tirnha nova no TopBlog. Confiram!

Abaixo segue a charge para o Jornalistas & Cia dessa semana.

A greve dos jornalistas de São Paulo em 1979, que completou 30 anos em maio último, foi um marco na história da atividade, em todos os sentidos. De um lado, por talvez ter sido o momento de maior mobilização dos jornalistas brasileiros; e, de outro, porque foi danosa e perversa com grande parte de quem dela participou. Entretanto, ela não foi marcada apenas por esses fatores. Se, de um lado, a falta de planejamento, de ações coordenadas e a precipitação das decisões comprometeram sua eficácia, de outro, provocaram situações hilariantes. Quando os jornalistas perceberam que era tarde demais para salvar o movimento, aíram no desespero, produzindo situações divertidas e histórias saborosas como a que se segue.
O radialista esportivo José Italiano brilhava na década de 70 com a equipe de profissionais da Rádio Gazeta, entre eles, Milton Peruzzi, Peirão de Castro, Geraldo Blota e Rubens Pecci.  Pois bem, ficou acertado que José Italiano, cujo programa era transmitido logo às 6 da manhã, serviria de alerta para outros companheiros de rádio aderirem ao movimento.Se ele fosse ao ar, todos os demais também deveriam trabalhar; caso contrário, nem entrariam na emissora. Para viabilizar o esquema, Italiano passou na sede do Sindicato dos Jornalistas e negociou um piquete especial.
Como estava sofrendo muita pressão dos patrões para ir trabalhar, se houvesse um piquete na porta poderia faltar alegando que os piqueteiros não o deixaram entrar.
Dois dias depois, o piquete especial não foi lá um sucesso. Até imagino a causa…

Uma resposta para “Piquete reforçado”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.