Antonio Prado e Angola & Copa de 66

Ando sem atualizar o blog por conta da correria, mas pra compensar hoje vai um post duplo com as charges desta semana e da semana passada para o Jornalistas & Cia.

1. Antonio Prado coordenará lançamento de um novo jornal em Angola 

Depois de mais de 20 anos de uma sangrenta guerra civil, a economia de Angola vem se reestruturando com o dinheiro provindo das exportações de diamante e petróleo, e com um crescimento na casa dos 30% ao ano. A capital, Luanda, é um canteiro de obras, com a presença de grandes contingentes de estrangeiros e congestionamentos de trânsito que dão saudades dos de São Paulo.

Antonio Alberto Prado viajou no último domingo (30/3) para Angola, convidado por um grupo de empresários para liderar o projeto de implantação do primeiro jornal de economia e negócios daquele país.

2. A curiosa história dos “cronistas esportivos brasileiros” que foram narrar a Copa do Mundo de 1966 pela BBC, sem entender nada de futebol

A Copa de 66 teve uma das campanhas mais desastrosas da seleção brasileira. A expectativa pelo tricampeonato era grande, mas a desorganização de toda a equipe fez o Brasil ser vergonhosamente eliminado logo na primeira fase do torneio. Foi também a primeira vez em que os jogos foram transmitidos ao vivo pela BBC e, curiosamente, a equipe enviada pela BBC, formada por Nemércio Nogueira, Fernando Pacheco Jordão e Vladimir Herzog, não eram lá muito especializados em futebol.  Nas palavras dos próprios, descritas no livro Vozes de Londres – Memórias brasileiras da BBC, de Laurindo Lalo Leal Filho: “na verdade, o que a gente queria era arranjar um jeito de conseguir assistir aos jogos do Brasil, nos estádios, sem ter de pagar ingresso.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.