Top top 2007 – Música

É hora de assuntos inúteis, porém divertidos! Vou começar a postar minhas listas dos melhores de 2007 e pra começar: música! Este ano foi repleto de bons lançamentos e estes foram meus discos prediletos:

1 – Carnaval só ano que vem – Orquestra Imperial
Foi difícil escolher o campeão deste ano, mas que essa big band merece. É um disco variado e bem dosado com músicas lindíssimas e algumas ilárias aproveitando o que há de melhor na música popular brasileira. Destaco a “Não foi vão”, maravilhosamente interpretada pela Thalma de Freitas, “O mar e o ar” música inspiradíssima do Amarante e “Supermercado do Amor” na voz da outra musa da banda, a Nina Becker. Além disso, fizeram melhor show que fui este ano, apesar da platéia paulista ser meio paradona…

2 – Sky bue sky – Wilco
Como o Wilco é bom, puta merda… Uma música mais linda que a outra… Um disco perfeito e comovente.

3 – Que belo estranho dia pra se ter alegria – Roberta Sá
Quem diria que poderia sair uma cantora desse naipe de um programa meia-boca como o Fama da Globo… Samba da melhor qualidade com uns toques sutis de elementos contemporâneos e voz afinadíssima da Roberta.

4 – Fome de tudo – Nação Zumbi
O melhor disco da banda desde que o Chico Science faleceu. Tem o vigor e a originalidade que eles sempre tiveram, mas dessa vez mais bem dosado nas pirações que deixavam o som deles um pouco cansativo.

5 – The Real Thing. Sounds and Words vol 3 – Jill Scott
Depois de passar por um divórcio conturbado, ela lançou seu terceiro disco. Ao invés de ficar se lamentando fez um disco sobre recomeços pra lá de picante pra aproveitar a recém-adquirida solteirice. Com direito até a um blues sobre um vibrador hehe A melhor e mais classuda cantora de R&B da atualidade, disparada!

6 – Daqui pro futuro – Pato Fu
Um disco mais calminho do Pato Fu, não tem a mesma inventividade que geralmente transborda dos trabalhos da banda, mas mostra como eles têm amadurecido e produzindo músicas cada vez melhores.

7 – Eras Vulgaris – Queens of the Stone Age
Sempre tive um pé atrás com o Queens, sempre achei uma banda supervalorizada. Acho o Song for the Deaf (o disco mais aclamado deles), apesar dos momentos de genialidade como No one knows e Go wih the flow, beeeem cansativo de ouvir. O disco posterior (Lullabies to Paralyze) é bem mais ou menos, mas dessa vez eles acertaram a mão e produziram o melhor disco de rock do ano. “I’m a designer” já virou um clássico pra mim.

8 – Some Loud Thunder – Clap your hands say yeah
Só pelo nome da banda já merecem estar no top top.

9 – Sim – Vanessa da Mata
Uma das melhores vozes da nova safra da MPB mostrou muita maturidade nesse disco delicioso.

10 – The Reminder – Feist
Uma das melhores descobertas que fiz esse ano. A “1 2 3 4” merece o título de música mais feliz do ano hehe

11 – Ga ga ga ga ga – Spoon

12 – In the rainbows – Radiohead

13 – The Good, the Bad and the Queen – The Good, the Bad and the Queen

14 – The Fragile Army – The Polyphonic Spree

15 – Back to black – Amy Winehouse

16 – Wincing the night away – The Shins

17 – Onde brilhem os olhos seus – Fernanda Takai

18 – Not too late – Norah Jones

19 – No cimento – Érika Machado

20 – Introducing Joss Stone – Joss Stone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.