16 anos de Blue Bus

Charge para o Jornalistas & Cia

A história desta semana é de Cristina Vaz de Carvalho, editora de J&Cia no Rio de Janeiro.

Nos anos 1990, Jornalistas&Cia, recém-criado com o nome de FaxMoagem, circulava com uma ou duas páginas, e ainda era distribuído por fax. Na época, a chamada grande imprensa ainda não cogitava montar uma redação para a mídia digital. O máximo de avanço que existia era a digitalização do acervo. Mais tarde, passaram a veicular o noticiário em texto corrido, como fez o Jornal do Brasil, com pioneirismo, nos bons tempos.

Porém, alguns visionários veiculavam por conta própria notícias exclusivamente na web. Julio Hungria, de Blue Bus (www.bluebus.com.br), inicialmente dirigido a leitores do mercado publicitário, foi um deles. Abriu os trabalhos como uma BBS (aos muito jovens: um software que permitia ao usuário postar e baixar dados, e trocar mensagens com outros usuários, geralmente por conexão telefônica).

Aos poucos, apareceram redações de bom tamanho, produzindo notícias que não se destinavam a serem impressas em papel, nem veiculadas em áudio ou vídeo. Marcos Sá Corrêa, que montou e dirigiu o NO. (Notícia e Opinião, a ser lido como “no ponto”) foi um pioneiro. Mas, no noticiário do J&Cia, jornalistas que viessem de redações tradicionais eram encaixados nas notas como tal.

Certa vez, em conversa com Julio Hungria, Cristina comentou um fato qualquer, que seria, para ela, uma novidade. Julio protestou: “Mas vocês já publicaram isso na sua seção de internet”. Seção de internet? Haveria, no escasso espaço físico da publicação em que eu trabalhava, uma seção que eu não conhecesse?

Ligou então para seu editor, Eduardo Ribeiro, contou a história, e perguntou: tinham mesmo essa seção? Eduardo respondeu de imediato: “Se o Julio diz que temos, é porque temos”. A partir de então, o J&Cia passou a separar as notícias da web na seção que hoje leva o título de Sites, blogs e afins.

Blue Bus celebra, no dia 29 de novembro, 16 anos em circulação. É amigo de fé e irmão camarada do J&Cia, desde então – ambos nascidos muito próximos, na mesma primavera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.