O tarô de Plínio Marcos

Charge para o Jornalistas & Cia

Quem conta a história desta semana é José Paulo Lanyi. Ele lembra de quando conheceu o dramaturgo (e tarólogo nas horas vagas) Plínio Marcos.

Plínio ainda não conhecia José nem se ele era pintor de parede ou destilador de alambique. Foi deitando as lâminas. Seguem abaixo algumas das coisas que Plínio disse e predisse.

(sotaque de malandro santista, o “s” puxado)

Plínio – Tu vais ser um contador de histórias…

José – !

Plínio – O teu destino é contar histórias…

José – É mesmo? Interessante… Eu sou jornalista e escritor…(…)

Plínio – A tua maior virtude vem dos teus ancestrais. Tu nunca perdes a esperança…(…)

Plínio (sorriso maroto) – Tu nunca vais precisar de Viagra…

José (sorrindo, ahhhhhhhh…. sorrindo ainda mais…ahhhhhhhhhhh… e cada vez mais…) – É?

Plínio – Tu sempre vais ter mulher! Mulher nunca vai te faltar!

José – He, he, he…

Ficaram amigos. Afinal, ele era gênio, tarólogo e, de quebra, prediziu mulheres e virilidade in natura pra José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.