Nanquim, Som & Fúria # 14

Luke Jenner – The Rapture

The Rapture é uma banda que sofre do mal de já ter sido muito, muito genial. Logo em sua estréia, já lançaram com um dos melhores e mais influentes álbuns da década passada, o Echoes de 2003. Eles revitalizaram o pós-punk dançante do Gang of Four, mas sem as letras politizadas e utilizando loops hipnotizantes e recursos de música eletrônica que deixaram o som mais do que perfeito pra tocar nas pistas de dança mundo afora. Abriram, assim, caminho pra Franz Ferdinand, Arctic Monkeys, Gossip e outras bandas semelhantes e influenciou até artistas pop como Justin Timberlake. Seus discos seguintes sofrem o mal de serem ‘apenas’ muito bons e tiveram uma recepção controversa. Pieces of people we love de 2006, que foi produzido pelo renomado Danger Mouse, deixou a influência de disco music da banda em maior evidência e ainda contou um novo vocalista. Este novo rumo desagradou muitos fãs e o novo vocalista ainda gerou atritos com Jenner que chegou a se afastar da banda em 2008. Somente em 2011 eles retornaram à gravadora que os lançaram, a DFA Records, com sua formação original e lançaram o ‘apenas ótimo’ In the Grace of your love. Tem show deles amanhã no Cine Jóia e no CCBB de São Paulo, na faixa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.